------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
,
Pesquisa personalizada
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
.

PROJETO FOLCLORE PARA EDUCAÇÃO INFANTIL

   Este projeto Folclore para a Educação infantil é muito bonito, completo e bem estruturado. Posto, com os devidos créditos às autoras:
  • Carmen Silvia Matias Bargas

  • Maria Ester da Silva Conceição










  • PROJETO : FOLCLORE




    1. TEMA
    2. Folclore
    3. ÓRGÃOS PROPONENTES
    4. E.M.E.I."Porchat de Assis"
    5. CLIENTELA
    6. 1º. ao 3º. estágio da Educação Infantil
    7. ÁREA DE CONHECIMENTO
    8. *Identidade e Autonomia
      *Linguagem Oral e Escrita
      *Matemática
      *Artes
      *Natureza e Sociedade
      *Música
      *Movimento
    9. JUSTIFICATIVA:
    10. O saber popular é um dos pontos de partida para o fazer pedagógico, buscando assim ampliar o conhecimento, compreensão e análise das conquistas dessa cultura e seus diversos determinantes, além da importância de se preservar as tradições de um povo.
    11. OBJETIVOS:

    • Repassar valores culturais.
    • Resgatar a importância do Folclore.
    • Conhecer músicas e brincadeiras folclóricas.
    • Desenvolver e estimular a coordenação visomotora.
    • Socializar.
    • Estimular o ritmo.
    • Desenvolver a linguagem oral e escrita.
    • Desenvolver a criatividade.



    1. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA:

    Em cada etapa do projeto, serão propostas atividades visando resgatar a cultura popular.

    Conteúdos Conceituais
    • Contos de Lendas:
    • Estudo do Meio: Passeio de bonde pela cidade e Fonte do Itororó.


    Conteúdos procedimentais
    • Artes: quebra-cabeças sobre personagens das lendas, modelagem com argila ou massinha, jogo da memória, máscaras, montagem de um livro sobre o Folclore, oficinas de artes: montagem de pipas, bilboque, cata-vento,etc.
    • Textos (poesias).
    • Músicas.
    • Cruzadinha.
    • Adivinhas.
    • Atividades matemáticas.
    • Pesquisas.
    • Caça-palavras.
    • Jogos e brincadeiras.
    • Liga-pontos.
    Conceitos atitudinais
    *Interesse e respeito pela sua cultura.
    *Preservação pela tradição de seus costumes.


    1. PROBLEMATIZAÇÃO:
    2. Através de um diálogo com os alunos, questionaremos suas próprias experiências sobre as diversas lendas, brincadeiras e brinquedos, músicas, levando-os a pesquisarem com seus pais, avós, tios e outros parentes sobre o tema em questão.
    3. PROCEDIMENTO METODOLÓGICO:

    No primeiro momento, trabalharemos Identidade e Autonomia, fazendo uma investigação com os alunos sobre os conhecimentos preexistentes sobre o assunto. Diante de explanações e questionamentos será feita uma listagem com os resultados obtidos:
    - Roda da conversa (crianças em círculo)
    - Explicar o que é folclore: são lendas, superstições, parlendas, brincadeiras, adivinhas.

    Aproveitaremos para trabalhar com esses temas. Faremos uma visita à sala de Informática onde os alunos farão pesquisas de lendas do Folclore Brasileiro e também terão acesso a jogos educativos dentro do tema, assim como realizarão desenho digital;

    Iniciaremos o projeto pesquisando algumas lendas:
    - Lenda do Saci
    - Lenda da mula sem cabeça
    - Lenda do Boto
    - Lenda do Boitatá
    - Lenda do Curupira
    Trabalharemos com as lenda, contando-as e reproduzindo-as através de desenhos (ainda na sala de informática trabalharemos o Paint, caça-palavras e cruzadinhas de lendas.
    Envolvendo Natureza e Sociedade, faremos um Estudo do Meio, visitando a famosa "Fonte do Itororó" , explicando aos alunos que dali saiu a música "Fui no Itororó", aproveitaremos para fazer um passeio de "bonde".
    Na aula de Artes confeccionaremos máscaras variadas ( saci, sereia, curupira, caipora).
    Na área de Matemática trabalharemos com jogos de memória, confeccionados pelos próprios alunos.
    Também em Artes modelaremos o cachimbo do "saci-pererê" e o "Bumba-meu-boi".
    Aproveitaremos a aula de Linguagem Oral para trabalharmos com parlendas. Pseudo-leitura.

    Uni duni tê
    Salamê minguê
    Um sorvete colorê
    O escolhido foi você.
    Lá em cima do piano
    Tem um copo de veneno
    Quem bebeu , morreu
    O culpado não fui eu.
    Lá na rua vinte e quatro
    A mulher matou um gato
    Com a sola do sapato
    O sapato estremeceu
    A mulher morreu
    O culpado não fui eu.
    Batalhão lhão lhão
    Quem não entrar é um bobão
    Abacaxi,xi,xi
    Quem não sair é um saci
    Beterraba, raba,raba
    Quem errar é uma diaba
    Borboleta, leta, leta
    Quem errar é um capeta.
    Hoje é sábado
    Pé de quiabo
    Amanhã é domingo
    Pé de cachimbo
    O cachimbo é de ouro
    Bate no touro
    O touro é valente
    Chifra a gente
    A gente é fraco
    Cai no buraco
    O buraco é fundo
    Acabou-se o mundo.
    Um, dois, feijão com arroz
    três, quatro, feijão no prato
    cinco, seis, no fim do mês
    sete, oito, comer biscoito
    nove, dez comer pastéis.
    Quem foi a cotia
    Perdeu a cotia
    Quem foi pra Pirapora
    Perdeu a hora
    Quem foi prá Portugal
    Perdeu o lugar
    Quem foi à roça
    Perdeu a carroça
    Rico trigo
    Um, dois, três
    Lá vou eu!

    Cadê o toucinho
    Que estava aqui?
    O gato comeu
    Cadê o gato?
    Fugiu pro mato
    Cadê o mato?
    O fogo queimou
    Cadê o fogo
    A água apagou
    Cadê a água?
    O boi bebeu
    Cadê o boi?
    Foi amassar o trigo
    Cadê o trigo?
    Foi fazer o pão
    Cadê o pão?
    O padre pegou
    Cadê o padre?
    Foi rezar a missa
    Cadê a missa?
    Já se acabou.

    Ainda na aula de Artes, exploraremos a parlenda em folha quadriculada (recorte e colagem) e em Linguagem Oral, repetiremos as parlendas várias vezes para a memorização.
    Também aproveitaremos esta aula para trabalharmos com adivinhas, lançando desafios de perguntas:
    *O que é, o que é?
    Em casa está calado,
    No mato está cantando
    (machado)
    Nasce no mato,
    Na mata se cria,
    Só dá uma cria.
    (bananeira)
    Tem asa e não voa
    Bico e não belisca
    Anda e não tem pé.
    (bule)
    Quatro na lama,
    Quatro na cama,
    Dois parafusos,
    E um que abana.
    (vaca)
    Verde come folha,
    Encarnado come sangue,
    Doce como o mel,
    Amargo como o fel.
    (café)
    Tem dente, mas não come,
    Tem barba, mas não é homem.
    (alho)
    Cai da torre,
    Não se lasca,
    Cai na água,
    Se espedaça.
    (papel)
    D'água nasce,
    Na água cresce,
    Se botar n' água,
    Desaparece.
    (sal)
    Uma bola, bem feita
    De bom parecer,
    Não há carpinteiro,
    que saiba fazer.
    (lua)
    Do tamanho de uma bola,
    Enche a casa até a porta.
    (lâmpada)
    Quando estamos em pé,
    Ele está deitado,
    Quando estamos deitado
    Ele está em pé.
    (pé)
    No eixo Música e Linguagem Oral trabalharemos com as cantigas populares e conversaremos sobre as brincadeiras que fazem parte do Folclore
    cantigas de roda

    o cancioneiro infantil apresenta as cantigas de roda, de origem européia, cantadas pelas crianças em coro, em solo, ou em canto responsorial de solo e coro.
    ciranda cirandinha
    ciranda, cirandinha,
    vamos todos cirandar,
    vamos dar a meia-volta,
    volta e meia vamos dar.
    ó senhora dona clara,
    entre dentro desta roda,
    diga um verso bem bonito,
    diga adeus e vá-se embora.
    caranguejo não é peixe,
    caranguejo peixe é,
    caranguejo só é peixe
    na enchente da maré.
    o anel que tu me deste
    era vidro e se quebrou,
    o amor que tu me tinhas
    era pouco e se acabou.
    vai embora, vai melão,
    vai melão, vai melancia,
    vai jambo, sinhá, vai jambo,
    vai jambo, sinhá, bem doce.
    garibaldi
    garibaldi foi à missa
    com o cavalo sem espora.
    o cavalo tropeçou.
    garibaldi pulou fora.
    garibaldi foi à missa
    com o cavalo sem espora.
    o cavalo tropeçou.
    garibaldi pulou fora.
    garibaldi foi à missa
    com o cavalo sem espora.
    o cavalo tropeçou.
    garibaldi lá ficou.

    roda pião
    o pião entrou na roda, pião.
    o pião entrou na roda, pião.
    roda pião, bambeia pião.
    sapateia no tijolo, pião.
    sapateia no tijolo, pião.
    roda pião, bambeia pião.
    a menina não é capaz
    de rodar pião no chão,
    roda pião, bambeia pião.
    senhora dona sancha
    senhora dona sancha,
    coberta de ouro e prata,
    descubra seu rosto,
    que eu quero ver sua cara.
    que anjos são esses
    de noite e de dia
    que andam me rodeando,
    -padre-nosso, ave-maria.
    somos filhos de um rei
    e netos de um visconde
    que mandam que se esconda
    debaixo de uma ponte.

    terezinha de jesus
    terezinha de jesus
    de uma queda foi ao chão.
    acudiram três cavaleiros,
    todos três chapéu na mão.
    o primeiro foi seu pai,
    o segundo seu irmão.
    o terceiro foi aquele
    a quem tereza deu a mão.

    se esta rua fosse minha
    se esta rua,
    se esta rua fosse minha,
    eu mandava,
    eu mandava ladrilhar,
    com pedrinhas,
    com pedrinhas de brilhantes,
    só pra ver,
    só pra ver meu bem passar.
    Sugestões de Brincadeiras:
    • Amarelinha
    • Bolinhas de sabão
    • Bilboquê
    • Gosta desse
    • Passa anel
    • Boca de forno
    • Balança caixão
    • Cabra cega
    • Jogo da velha
    • Seu reizinho mandou
    • Boca de leão
    • Viva o bandor
    • Meia, meia lua
    • Vai e vem, etc...
    Questionaremos com os pais , quais as brincadeiras que eles já brincaram com seus filhos, resgatando assim as brincadeiras de antigamente.
    No eixo Movimento, poderemos então trabalhar as brincadeiras propostas pelos alunos.

    1. RECURSOS:
    2. Materiais:
      *Livros de Histórias sobre folclore;
      *Materiais para confecção de máscaras: cartolina, lápis de cor ou giz de cera, tesoura, lastex.
      *Argila ou massinha para modelagem;
      *Materiais para oficina de Artes: garrafas plásticas, vazias (de refrigerante), papel sulfite, seda, fantasia, palitos de churrasco, cartolina, cola, tintas diversas.
      *Vídeo, Fitas VHS - Sítio do Pica-pau Amarelo.
      *Ônibus para passeio.
      * Sala de Informática.
    3. AVALIAÇÃO:
    4. A avaliação será feita através da participação contínua durante as atividades propostas.
    5. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

    Livros :

    • Dia- a - Dia do Professor
    PINTO Gerusa Rodrigues e
    LIMA Regina Célia Villaça Lima
    Editora FAPI LTDA
    Volume 3

    • 3º Milênio - Projetos Pedagógicos.
    Carvalho Míriam Cristina Cazante de
    Editora Claranto
    Volume 8




    1. ANEXOS:

    Sites de pesquisas:
    www.ifolclore.com.br
    www.folclorebrasileiro.com.br
    http://portalx.globo.com./portalzinhox/frameset.htm?lendas
    cant1.htmcant1.htm
    cant1,2,3 e 4.htm
    Fitas de Vídeo:
    Sítio do Pica-pau Amarelo
    CD Rom do "Sítio do Pica-pau Amarelo" - As Reinações de Narizinho.


    14- Duração:
    Dois meses: Agosto e Setembro


    1. Autoras do Projeto

    • Carmen Silvia Matias Bargas
    • Maria Ester da Silva Conceição
    SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO


    Tem mais atividades de Folclore aqui!



    Nenhum comentário :

    Postar um comentário

    É muito bom quando você comenta. Assim, posso saber do que você precisa e conhecer a sua opinião sobre o nosso trabalho. Obrigada!

    ---------------------------------------------------------------

    Quer receber novidades? CADASTRE O SEU EMAIL AQUI!

    Mais vistos do mês